Acusado de matar ex-namorada é julgado e morto por traficantes no RJ

Suspeito de ter assassinado a ex-namorada Thatyane Brites, de 24 anos, Claudio Henrique Mendes dos Santos, o CH da Viradouro, foi julgado pelo ‘tribunal do tráfico’ do Complexo do Viradouro, em Santa Rosa, na Zona Sul de Niterói, e condenado à morte. Seu corpo foi encontrado carbonizado, na manhã de terça-feira (26), no Largo da Batalha.

De acordo com as investigações da Divisão de Homicídios de Niterói, Itaboraí e São Gonçalo (DHNISG), o líder do tráfico do Complexo do Viradouro, Jerônimo Resende Teixeira, oJê Gatinho, que está preso, ordenou que um dos seus ‘gerentes’,  Marcos Patrick da Silva Aquino, oTiquinho, matasse Cláudio Henrique.

Os bandidos executaram CH com tiros na cabeça, durante a madrugada, e depois atearam fogo num carro com o corpo dele dentro. O cadáver foi encontrado carbonizado, durante a manhã, na Rua Oito, no Largo da Batalha, num endereço já conhecido como local de desova. O crime aconteceu dois dias depois do assassinato de Thatyane.

Segundo a DHNISG, o casal estava separado há mais de um ano, masCHteria ameaçado Thatyane e ordenado que ela não pisasse mais no Complexo do Viradouro. Ainda de acordo com a delegacia, o homem era integrante do tráfico de drogas do conjunto de favelas da Zona Sul.

Amigos da jovem contaram que na última sexta-feira, dia 22, ela ficou sabendo que teria um baile funk na comunidade e, temendo alguma represália do ex-namorado, entrou em contato com um traficante pedindo autorização para trabalhar no evento.

O criminoso teria permitido que Thatyane vendesse doces e cigarros, e ela foi naquela noite e na seguinte. Já no sábado,CH teria retirado a ex da Viradouro durante o baile e a executado durante a madrugada.

A Divisão de Homicídios investiga se CH teve ajuda de comparsas para executar Thatyane. A especializada vai apurar também quem foram os responsáveis pela morte do rapaz.

Fonte: O São Gonçalo




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.