Acusado de suposto atentado, opositor a Maduro morre na cadeia

Preso acusado de ligação com o suposto atentado contra Nicolás Maduro, o vereador opositor Fernando Albán morreu nesta segunda-feira (8) na sede do Serviço Bolivariano de Inteligência (Sebin, a polícia política do regime), onde estava desde sexta (5).

A Procuradoria-Geral, ligada ao ditador, disse que ele se atirou da janela de um banheiro. O Primeiro Justiça, partido de Albán, acusou o regime de tê-lo assassinado.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.