Adolescente é apreendido após confessar intenção de atacar colégio de Uruaçu

Um adolescente de 16 anos foi conduzido à delegacia na manhã de ontem (17) depois de confessar à Polícia Militar (PM) que planejava realizar um atentado com armas de fogo na escola que frequenta em Uruaçu, no Norte de Goiás. De acordo com a corporação, o garoto esperava utilizar duas espingardas e um revólver calibre 38, mantidos ilegalmente pelo pai dele, para cometer pelo menos 50 homicídios.

De acordo com o Mais Goiás, o homem confessou possuir o armamento e foi autuado por posse ilegal de arma de fogo e munições. O rapaz, por outro lado, foi liberado depois de prestar esclarecimentos, mas os relatos do jovem foram remetidos ao Ministério Público, que deverá avaliar quais medidas deverão ser adotadas no caso.

A polícia chegou ao rapaz por meio de uma denúncia da comunidade escolar. Os relatos eram de que o jovem publicava ameaças em grupos de estudantes nas redes sociais. Em princípio, PMs tentaram realizar a abordagem na casa onde o adolescente morava com a mãe e a avó. No entanto, ao chegarem, foram informados de que ele havia saído para buscar a irmã mais nova no colégio.

Lá, os agentes obtiveram a confissão. “Ele foi frio, disse que realizaria o ataque e que apenas estava decidindo se cometeria suicídio ou iniciaria um confronto com a polícia após o ataque. Esperava matar 50 pessoas para que este se tornasse o maior atentado do país”, revela o Tenente Alberto Condez.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.