As fotos do incêndio que deixou ao menos nove mortos na Califórnia

A Califórnia está sendo destruída por três incêndios, um no norte e dois no sul. Há nove mortos a e 35 pessoas estão desaparecidas. O presidente Donald Trump fala em má gestão das florestas californianas. É um cenário que se repete todos os anos, mais de uma vez a cada 365 dias. A Califórnia volta a ser afetada por incêndios florestais de grandes dimensões.

No norte do estado da Califórnia, as chamas são as mais devastadoras. O fogo Camp já fez nove mortos e há ainda 35 pessoas que estão desaparecidas. Já entrou na página negra da história da Califórnia como o incêndio mais destrutivo no que a danos estruturais diz respeito. Mais de 6.700 estruturas desapareceram no espaço de dois dias. Só numa cidade, este fogo destruiu 80 a 90% das casas.

No sul da Califórnia, há mais dois incêndios a preocuparem habitantes e autoridades: o Hill e o Woolsey. As autoridades da cidade de Malibu têm informações de que foram encontrados dois corpos, mas ainda não há confirmação oficial de que estas mortes estejam relacionados com o fogo Woolsey.

Os incêndios no sul da Califórnia têm sido impulsionados pelos fortes ventos conhecidos como Santa Ana. Estes ventos costumam vir das zonas montanhosas e de deserto em redor da área de Los Angeles. Perante a proximidade das chamas de várias cidades, as autoridades procederam à evacuação das mesmas e 150 mil pessoas tiveram de ser retiradas das suas casas.

Em Paris para participar nas comemorações do centenário do armistício da Primeira Guerra Mundial, Donald Trump deixou críticas às autoridades californianas via Twitter.

“Não há razão para estes massivos, mortais e caros incêndios florestais na Califórnia, exceto que a gestão das florestas é muito pobre. Milhões de dólares são atribuídos todos os anos, com tanta perda de vidas, tudo devido à grosseira má gestão das florestas. Remediar agora ou não há mais pagamentos da Reserva Federal”, escreveu o presidente.

Fonte: Notícias ao Minuto




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.