Assembleia de Deus aprova criação de escolas e faculdades próprias

As igrejas Assembleias de Deus criarão instituições de ensino de nível fundamental, médio e superior, seguindo uma tradição de igrejas evangélicas históricas no Brasil e no mundo.

Durante a 8ª Assembleia Geral Extraordinária (AGE) realizada em Belém (PA), a Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB) aprovou a criação da Rede Assembleiana de Ensino (RAE).

A decisão, tomada na última quarta-feira, 10 de abril, se deu após apreciação do projeto elaborado pelo Conselho de Educação e Cultura (CEC) com o apoio da presidência e membros da Mesa Diretora da CGADB. A aprovação foi unânime, de acordo com informações do portal JM Notícia.

De acordo com o projeto, a Rede Assembleiana de Ensino será formalizada como pessoa jurídica de direito privado, do tipo associação, vinculada à CGADB, de caráter educacional, cultural, beneficente e assistencial, com autonomia administrativa e financeira e com duração por tempo indeterminado, sediada na cidade do Rio de Janeiro.

O Conselho de Educação e Cultura da CGADB pontuou que a RAE tem como propósito “promover o aprimoramento cultural e intelectual dos membros da CGADB e demais interessados, por meio da criação e manutenção de estabelecimentos de ensino fundamental, médio (Colégio Assembleiano) e também do ensino superior, de Pós-Graduação, Lato e Stricto Sensu (Universidade Assembleiana)”.

A aprovação do projeto que cria a RAE na cidade de Belém tem simbolismo histórico, uma vez que a denominação foi fundada na cidade no dia 18 de junho de 1911, há quase 108 anos.

A iniciativa – semelhante à de igrejas como Batista e Presbiteriana, que comandam instituições de ensino no Brasil e no mundo – vem para suprir uma lacuna na atuação da Assembleia de Deus no Brasil. “A instituição da Rede Assembleiana de Ensino vem atender esta necessidade na Igreja pós centenária. Parabenizamos a CGADB e sua liderança por tão pertinente decisão e substancial iniciativa. Soli Deo Gloria!”, afirmou o pastor Douglas Baptista, presidente do Conselho de Educação e Cultura da CGADB.

Fonte: Gospel +




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.