Bandido que mulher PM matou em Suzano era líder de quadrilha que roubou, matou e queimou aposentado

O bandido Elivelton Neves Moreira, que foi morto pela mulher PM em São Paulo, era líder de uma quadrilha extremamente violenta

O bandido que foi morto pela heroína da PM de São Paulo era muito mais perigoso do que se poderia imaginar. Ele liderou uma quadrilha que entre outros crimes roubou, matou e queimou o corpo de um homem de idade. Em 2017, o aposentado ficou desaparecido por quase 20 dias até o corpo ser encontrado em Poá. No sábado (12), em uma festa de Dia das Mães de uma escola em Suzano, homem foi baleado por uma policial militar de folga que iria participar de um evento com a filha.

Elivelton Neves Moreira, de 20 anos, que foi morto pela policial de folga, Kátia da Silva Sastre, após sacar uma arma em frente a uma escola particular em Suzano (SP), era o líder da quadrilha que roubou, matou e queimou o aposentado Renato Brígido, de 58 anos, segundo a polícia.

Em 2017, o aposentado ficou desaparecido por quase 20 dias até o corpo ser encontrado em Poá. O corpo do idoso foi encontrado queimado, após o carro dele ter sido roubado.

O suspeito deste crime foi morto no sábado (12) depois de, armado, abordar mães na frente da escola, no bairro Cidade Cruzeiro do Sul. Segundo a PM, a policial Kátia da Silva Sastre viu a movimentação e ouviu uma mãe dizendo que era assalto.

Neste momento, ela foi se aproximando, sacou a arma e disparou três vezes contra o suspeito, que morreu no hospital. Uma câmera de monitoramento da escola gravou toda a ação corajosa e heroica da policial militar que já recebeu até homenagem do governador de São Paulo.




One thought on “Bandido que mulher PM matou em Suzano era líder de quadrilha que roubou, matou e queimou aposentado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.