Bretas volta ao Twitter e acusa ‘vandalismo’ pró-Lula no Rio

O juiz federal Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro, criticou o “vandalismo vergonhoso” em favor do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) feito em uma das sedes da Justiça Federal do estado. Pelo Twitter, rede que anunciou que abandonaria há dois meses, ele divulgou uma foto pichada com os dizeres “Lula livre”.

As pichações ocorreram após manifestações de movimentos sociais no Rio de Janeiro contra a prisão do ex-presidente. Antes muito ativa, a conta de Bretas no Twitter tem agora apenas três tweets – os outros dois são críticas ao vandalismo no apartamento da presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia, em Belo Horizonte.

O juiz apagou todas as mensagens anteriores e anunciou que deixaria de usar a rede no final de janeiro, em meio a controvérsia sobre o recebimento de auxílio-moradia por magistrados, como ele e a esposa. Depois de defender no Twitter o “direito” de ambos de receberem o valor, de mais de 4.300 reais, cada e ser criticado, Marcelo Bretas se irritou e disse que não usaria o perfil por “ter um ano de muito trabalho”.

Fonte: VEJA




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.