Ciência moderna descobre o golpe de karatê da barata. Assista ao vídeo!

Golpe de karatê da barata é mais nova descoberta da ciência

A ciência está comemorando mais um descoberta fenomenal. Cientistas descobriram que a barata, além de ser motivo de terror para muitas pessoas, é também uma exímia lutadora de artes marciais. Agora a ciência sabe que a barata está longe de ser uma seiva de vontade fraca facilmente paralisada pelo ferrão da vespa de esmeralda, se tornando em seguida em um portador de ovos e larvas. A barata pode sim dar um chute de karatê impressionante que salva sua vida. É o que informa o cientista Ken Catania, biólogo da Universidade Vanderbilt.

Catania, que estuda as interações entre predadores e presas, mostra que as baratas tentam se defender das vespas, mas ninguém deu uma boa olhada no comportamento ou sua eficácia. Catania usou videografia de velocidade ultra-lenta para capturar baratas usando o mecanismo de defesa. Ele viu que, antes que a vespa possa se posicionar e soltar sua picada, a barata usa um golpe rápido com uma perna espinhosa para deter seu atacante.

Baratas adultas são mais eficazes na hora do golpe de karatê

A boa notícia para a barata: a defesa funcionou para 63% em casos de baratas adultas que a experimentaram. A má notícia: as baratas jovens quase sempre falharam e foram picadas no cérebro pela vespa esmeralda, se transformando numa especie de zumbis, já que depois da picada a vespa deposita larvas no corpo da barata, que comem a mesma no futuro.

“A barata tem um conjunto de comportamentos que pode implantar para afastar os inimigos, e isso começa com o que eu chamo de posição ‘en garde’, como na esgrima”, disse Catania, professor de Ciências Biológicas da Stevenson. “Isso permite que a barata mova sua antena em direção à vespa para que ela possa rastrear um ataque que se aproxima e mirar na cabeça e no corpo da vespa, e esse é um dos impedimentos mais eficientes. É uma reminiscência do que um personagem do filme faria quando um zumbi vem atrás deles.

“A vespa geralmente descobre que há uma barata menor e menos defensiva por aí.”

pesquisa de Catania aparece hoje na revista Brain, Behavior and Evolution. Seu trabalho foi apoiado pela National Science Foundation grant 1456472.

Veja o vídeo e confira o golpe de karatê da Barata sobre a Vespa Esmeralda!

 

Fonte: Vanderbilt University




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.