Combate às fake news será rigoroso, afirma Fux

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luiz Fux, afirmou na sexta-feira, 15, que a Corte vai continuar atuando com rigorosidade no combate às fake news durante o período de campanha eleitoral. Em evento para juristas atuantes na área eleitoral, em Curitiba, ele defendeu ainda recente decisão do Tribunal que determinou a exclusão de notícias falsas sobre a pré-candidata ao Planalto Marina Silva (Rede).

“Foi uma decisão pioneira em que o TSE revelou quão enérgico será com essa estratégia maliciosa de vencer uma eleição através da estratégia de denegrir a imagem alheia”, declarou. Questionado sobre a possibilidade de a Corte ter errado no julgamento do caso, considerando que as notícias divulgadas sobre a pré-candidata eram verdadeiras, Fux se esquivou, afirmando que a decisão final sobre o pedido ainda será tomada pelo colegiado do Tribunal.

O ministro informou que plataformas como o Google e o Facebook assinaram termo de compromisso com a Corte para tirar do ar conteúdos “falsos” a partir de notificação do TSE. Também disse que será veiculada uma campanha voltada à população para identificação de fake news e para que seja impedido o compartilhamento de notícias notadamente falsas.

“O primeiro caminho é o da checagem, que não é possível com a leitura apenas do título, mas da matéria toda. Se for uma notícia muito dramática e emocionante, é preciso ler com um ‘pé atrás’ e pensar várias vezes antes de fazer um compartilhamento”, explicou. “As novas tecnologias exacerbaram o problema porque o compartilhamento viraliza em segundos. A imprensa, por exemplo, não consegue produzir os mesmos efeitos que as redes”, justificou.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.