Cunha alegou estar preso há muito tempo em pedido de habeas corpus

No pedido de habeas corpus apresentado pela defesa de Eduardo Cunha ao Superior Tribunal de Justiça, na terça-feira (19), os advogados do ex-deputado alegaram que o tempo de prisão é excessivo e que há constrangimento ilegal.

O detalhe foi informado pelo colunista Guilherme Amado, da “Época”.

Vale lembrar que Eduardo Cunha, que foi presidente da Câmara dos Deputados, está preso desde outubro de 2016.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.