Delegado Waldir diz que rompimento com Caiado é incontornável e vai enquadrar deputados

Segundo o Jornal Opção, o  deputado federal Delegado Waldir Soares (PSL) afirma que o rompimento político com o governador Ronaldo Caiado (DEM) “é 100 incontornável”.

“Eu estive em Aragarças, com o presidente Jair Bolsonaro, e Ronaldo Caiado estava lá. Não há uma fotografia na qual estejamos juntos. Não conversamos e nem o cumprimentei. Ele ficou de um lado e eu, de outro. Sou muito posicionado e daqui para frente será assim, pois eu e o PSL, porque não fomos tratados como aliados, estamos na oposição. Portanto, insisto: o rompimento é definitivo”, sustenta o deputado federal.

“O PSL terá candidatos a prefeito nos 246 municípios de Goiás e nossos dois deputados estaduais [Delegado Humberto Teófilo e Paulo Trabalho] terão que se posicionar ao lado dos nossos postulantes, não poderão ficar ao lado do governo. Para continuar no PSL, terão de apoiar nossos candidatos. Vai chegar o momento em que eles terão que decidir: ou são PSL ou são governo. É, insisto, irrevogável. O PSL tem um projeto político em nível federal, estadual e municipal. Em 2022, devemos lançar candidato a governador em Goiás”, afirma Delegado Waldir.

O parlamentar é presidente do PSL em Goiás e líder do partido na Câmara dos Deputados. Noutras palavras, ele manda — e não é pouco (até porque é quem tem voto).




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.