Economista Maria Lúcia Fatorelli diz que suposto rombo do INSS é peça de ficção

‘Fórum abordará mensagem enviada pelo Governo Federal ao Congresso Nacional, em março

Renato Dias

A Câmara Municipal de Goiânia realiza dia 25 de março, na próxima segunda-feira, a partir de 14h, no Auditório Carlos Eurico, da Casa de Leis, uma audiência pública. O tema é a ‘Reforma da Previdência Social’. Com uma abordagem da mensagem enviada pelo presidente da Repú­blica, Jair Messias Bolsonaro [PSL-RL], ao Congresso Nacional. Para a apreciação dos deputados federais e senadores. Com o aumento da idade mínima, do tempo exigido para contribuição, os limites e exigências das regras de transição para a obtenção da aposentadoria. O fórum é uma proposta de autoria do vereador Felizberto Tavares, presidente da Comissão de Defesa dos Direitos do Consumidor do Legislativo. A entrada é aberta ao público interessado, frisa ele.

– Não podemos aceitar a destruição da Previdência Social, o desmonte do Estado, o fim de direitos históricos, a sonegação de empresas privadas e a falta de repasses da União.

Imagem invertida

A economista Maria Lúcia Fatorelli afirma que a narrativa do suposto rombo da Previdência Social é uma peça de ficção. Uma imagem invertida da realidade. A ideia original do Governo Federal é adotar o ‘modelo falido’ do Chile, executado por economistas inspirados nos câno­nes da ‘Escola de Economia de Chicago’, Estados Unidos das Américas, desde a ‘Era Augusto Pinochet’. O da capitalização. Projeto aprovado pelo sistema financeiro. A fração hegemônica do capital na Economia Globalizada. A experiência fracassou. É alto o número de suicídio de idosos, de membros da população na Terceira Idade no País do Cone-Sul, que recebem 40% do salário mínimo como aposentadoria, na velhice. O Benefício Continuado estará na pauta, frisa.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.