Ex-presidente do Imas, Sebastião Peixoto, nega envolvimento em irregularidades

Ex-presidente do Imas nega envolvimento em irregularidades, descarta suposto crime de formação de quadrilha e descarta qualquer desvio de recursos públicos para bolsos privados

O ex-presidente do Imas Sebastião Peixoto protocolou pedido formal de interpelação criminal contra Marcos Antônio Menezes Marques. Ex-diretor administrativo e financeiro do órgão de Previdência e Assistência de Saúde e Social da Prefeitura de Goiânia. O escritório de advocacia criminal Rassi & Ferraz cobra esclarecimentos, na peça jurídica, se o referido, ao prestar depoimento ao Ministério Público do Estado de Goiás, em procedimento investigatório criminal, teria sido advertido sob o suposto risco de incorrer no crime de falso testemunho. As acusações referiam-se a Sebastião Peixoto e a seus dois filhos, ao vereador Wellinton Peixoto e ao deputado estadual Bruno Peixoto. O líder do Governo do Estado no Palácio Alfredo Nasser.

Esclarecimentos

A interpelação judicial informa que as cópias anexadas das supostas declarações de Marcos Antônio Menezes Marques, ex-diretor administrativo e financeiro do órgão de Previdência e Assistência de Saúde e Social da Prefeitura de Goiânia, ao Ministério Público, seriam autênticas. Os advogados solicitam a juntada dos instrumentos procuratórios em anexo. Assinam o documento enviado à reportagem os advogados Luís Alessandro Rassi e Romero Ferraz Filho. Além da operadora do Direito Regina Ferreira Guimarães. Assim como Germana Rassi Ferreira e Gabriel de Sousa Veiga Jardim. Sebastião Peixoto nega o seu envolvimento em irregularidades, descarta a formação de quadrilha e o desvio de recursos públicos para bolsos privados

– Vou provar a minha inocência e recuperar a minha honra, a minha reputação.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.