Falsa médica, ‘Paty Bumbum’ é presa no Rio: ‘Pelo menos não morre feia’

Uma visita da Polícia Civil a uma “clínica estética” em Curicica, em Jacarepaguá, Zona Oeste do Rio, após uma denúncia anônima, terminou na prisão de Patricia Silvia dos Santos, 47 anos, conhecida como “Paty Bumbum”. A suspeita aplicava silicone industrial nas nádegas das clientes e utilizava a própria casa para realizar os procedimentos.

À polícia, Patrícia revelou que já trabalhava na área há 13 anos. Ela será indiciada por exercício ilegal da medicina. Apesar disso, como o crime é considerado de menor potencial, a pena máxima é de dois anos de reclusão e ela não ficará presa.

“Acreditamos que, já por receio de ser descoberta, até por conta de toda a repercussão envolvendo casos recentes, ela escondeu os itens que utilizava nos procedimentos em vários pontos do imóvel, em diferentes cômodos e até no carro”, explicou ao EXTRA a delegada Daniela Terra.

A reportagem teve acesso a um áudio possivelmente enviado pela suspeita para algumas clientes, por meio do WhatsApp, em que ironizava os recentes casos polêmicos de procedimentos estéticos. Um deles acabou na morte da bancária bancária Lilian Calixto, de 46 anos, no Rio. “Amigas, vamos falar sério? Todo ano morre alguém fazendo alguma p… de estética, mas pelo menos a gente morre fazendo aquilo que a gente quer e não morre feia”.

No local, a polícia encontrou agulhas, seringas e medicamentos. Segundo agentes da Anvisa que participaram da operação, os anestésicos e substâncias encontrados no local estavam na validade e são permitidos pela legislação brasileira. Patrícia já tem três passagens pela polícia.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.