Família pernambucana é morta após ter sido feita de refém

Uma família pernambucana foi feita refém e morta durante a troca de tiros nos ataques a bancos em Milagres, no Cariri. Eles voltavam para Serra Talhada, interior de Pernambuco, após buscarem parentes no Aeroporto de Juazeiro do Norte, quando foram abordados pelos criminosos na BR-116.

As vítimas são o empresário do ramo de informática João Batista Magalhães, o filho dele, Vinícius Magalhães, de apenas 14 anos, além de uma cunhada e um sobrinho do empreendedor. Ao todo, 12 pessoas morreram. De acordo com a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), seis eram criminosos e o resto reféns. Tirando a família de Pernambucano, não se sabem informações sobre os outros dois reféns mortos.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.