Filho é preso suspeito de matar e enterrar o corpo da mãe, em Inhumas

O corpo de Rosália Teixeira Alves, de 65 anos, que estava desaparecida há 23 dias, foi encontrado na tarde desta terça-feira (11) pela cachorrinha de estimação da idosa, em um lote do lado da casa onde ela vivia, em Inhumas, na região metropolitana da capital. O filho de Rosália, foi preso como principal suspeito de matar e enterrar a mãe ao lado da casa.

O delegado do caso, Miguel Mota, afirmou em entrevista ao G1 que Lindomar Teixeira Alves, de 46 anos, confessou ter enterrado o corpo da mãe, mas negou ser o responsável pela morte da idosa.

“Na versão que ele contou, ele enterrou o corpo da mãe, pois segundo ele, ela caiu, escorregou, bateu a cabeça, teve afundamento craniano na região da nunca. E afirmou que ficou com medo e por isso enterro o corpo dela, mas é óbvio que ele está mentindo”, declarou o delegado ao periódico. Com informações do Dia Online.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.