Freiras colombianas são acusadas de torturar 65 crianças

Duas freiras foram detidas por torturar 65 crianças que se encontravam ao seus cuidados. Elas queimaram as mãos e forçaram suas cabeças para dentro de privadas.

O caso ocorreu em Popayan, no departamento de Cauca, na Colombia. Ines Perez, diretora do lar de acolhimento, e a sua colega Rosa Elvira Trochez Joaqui foram detidas na sequência de uma investigação policial, conta o The Sun.

As autoridades tinham sido alertadas para possíveis maus-tratos no local, por vizinhos que testemunharam ouvir, por diversas vezes, gritos e choros de crianças, vindos do lar.

Os investigadores descobriram que os jovens sofriam tortura física e psicológica por parte das freiras. As mulheres foram acusadas de tortura agravada e negaram todas as acusações.

O lar já tinha sido encerrado anteriormente devido a queixas de maus-tratos, mas tinha sido autorizado a reabrir. Segundo a diretora, uma das acusadas, elas não recebiam qualquer apoio ou recursos para ajudar as crianças que o lar acolhia.

As crianças estão agora aos cuidados do Instituto Colombiano de Bem-Estar Familiar.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *