A Polícia Civil de Senador Canedo cumpriu, na última sexta-feira (27/07), mandado de prisão preventiva em desfavor de Renisto da Silva Gonçalves, investigado pelo crime de estupro de vulnerável. As diligências que levaram à prisão foram realizada por policiais da Deam (Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher), Depai (Delegacia de Apuração de Atos Infracionais) e DPCA (Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente), sob a coordenação do delegado Matheus Noleto.

De acordo com o delegado, “as investigações demonstraram de forma inequívoca que tal indivíduo praticou atos libidinosos diversos da conjunção carnal com a vítima, uma sobrinha de 12 anos”. Interrogado nesta segunda-feira (30/07), Renisto confessou a prática delitiva, narrando com detalhes os atos, afirmando acreditar que não a teria estuprado porque não houve penetração.

O investigado se encontra recolhido na unidade prisional da cidade. Noleto destacou a atuação dos policiais civis Norah, Grazielly, Caio, Borém, Selmo e Geraldo, que se empenharam de forma incansável para o êxito da ação.

Fonte: Polícia Civil