João Campos chega forte para ganhar a presidência da Câmara Federal

Jair Bolsonaro, PRB, Edir Macedo, RecordTV e uma pauta conservadora são as forças de João Campos nesta luta para chegar à presidência da Câmara

O deputado federal João Campos (PRB-GO) entrou pra valer na disputa pela presidência da Câmara Federal no biênio 2019-2020. Eleito para o seu quinto mandato, João Campos é um dos mais experientes da casa e conhecedor do jogo que é comandar a principal casa de leis do Brasil. Advogado, delegado de polícia e pastor evangélico com grande aceitação em toda a comunidade evangélica, o deputado João Campos tem o apoio integral do seu partido, o PRB, que através do seu presidente, deputado federal Marcos Pereira em matéria especial do Jornal Diário da Manhã afirmou que a experiência e o conhecimento da casa que tem João Campos, o tornam seguramente um ótimo candidato para ser um grande presidente da casa. A mídia nacional já percebeu e tem dado o devido destaque para a candidatura João Campos a presidência da Câmara Federal.

Apoio da Igreja Universal

O apoio unânime do PRB e a desistência do deputado Celso Russomano, que é o líder da bancada do partido na Câmara Federal, tem um significado político muito especial, que é o apoio do líder maior da Igreja Universal do Reino de Deus, o Bispo Edir Macedo, que foi um dos principais e primeiros apoiadores da candidatura Jair Bolsonaro para presidente da república. Macedo é o dono da RecordTV, hoje um dos mais maiores e mais respeitados veículos de comunicação do Brasil. Talvez seja por isso que o próprio Bolsonaro tem falado sempre em suas entrevistas que o nome de João Campos é muito bem visto por ele. Jair Bolsonaro inclusive já afirmou que não quer o o seu partido, o PSL, na disputa pela presidência da Câmara Federal.

Projetos Conservadores

João Campos defende uma pauta conservadora bem alinhada com o pensamento do presidente eleito em vários assuntos. Escola sem partido, fim do casamento LGBT, flexibilização do estatuto do desarmamento, proibição do aborto, endurecimento das penas, liberdade religiosa, reforma tributária e reforma da previdência são alguns dos pontos mais importantes das propostas de João Campos como presidente da Câmara. João Campos quer ainda fazer com que a população possa influenciar na pauta da casa através de espaços onde a discussão de projetos sejam garantidos ao povo.

Adversários pelo caminho

Rodrigo Maia (DEM-RJ), atual presidente da Câmara dos Deputados, é até agora o principal adversário para o projeto de João Campos. Todavia, o presidente eleito Jair Bolsonaro o vê com muitas ressalvas em função de sua proximidade com vários partidos de esquerda, o que o distanciaria de muitas das pautas conservadoras que o presidente quer no parlamento. Fábio Ramalho (MDB-MG), que é vice-presidente da casa, é pre-candidato avulso, mas no momento não representa grande força na casa, até porque o MDB deve ficar com a presidência do Senado Federal. João Campos chegou e marcou território nesta luta para chegar à presidência da Câmara dos Deputados. Se conseguir, será o maior passo de um parlamentar goiano no Congresso Nacional. João Campos assegura que com o presidente da Câmara Federal trabalhará forte para melhorar a vida de todos os brasileiros através de atitudes honestas do parlamento em favor principalmente dos mais necessitados.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.