Lúcia Vânia diz que não disputa vaga na chapa da Base Aliada, e que Caiado está descartado.

Lúcia Vânia admite até ficar fora das eleições de 2018 caso não tenha seu trabalho reconhecido na base governista

Durante um encontro de lideranças políticas do PSB do estado de Goiás na manhã desta quarta-feira (4/7) em Goiânia, a senadora Lúcia Vânia (PSB) reforçou dois detalhes importantes sobre sua vida política: primeiro, que não irá disputar com o petebista Demóstenes Torres uma vaga ao Senado na chapa majoritária encabeçada pelo governador José Eliton (PSDB), dentro da chamada base aliada. Segundo, não se aliará ao senador Ronaldo Caiado nas eleições deste ano.

Falando à imprensa, Lúcia Vânia garantiu não ter preferência na disputa e que, caso não seja a escolhida, não vê problemas em ficar fora das eleições deste ano. Segundo ela, não há sequer um trabalho pela vaga. “Sou senadora 24 horas por dia”, justifica.

“Não tenho preferência. Minha preferência é ter meu trabalho reconhecido. Estou à disposição, mas caso não haja esse entendimento, não tenho dificuldade em me ausentar nessa disputa”, afirmou.

Por fim, Lúcia garante que só disputa a reeleição e descartou alianças com outros candidatos, mais especificamente com o senador democrata Ronaldo Caiado. “Converso com ele, mas não sobre isso”, afirmou. “Não há e nunca houve esse tipo de conversa com Ronaldo Caiado”, reforçou.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.