Marconi e José Eliton participam do encerramento da mostra de Frei Confaloni e reiteram apoio às artes goianas

O governador Marconi Perillo e o vice-governador José Eliton participaram, na manhã deste domingo, dia 25, do encerramento da exposição ABC Confaloni – Modernidade inaugural e outras obras, Centro Cultura Oscar Niemeyer. A exposição foi uma comemoração ao centenário de Frei Confaloni. Durante dois meses, recebeu um público de cinco mil visitantes no Museu de Arte Contemporânea de Goiás (MAC Goiás).

“Me emociono muito toda vez que vejo essas obras. Tenho certeza que, se Frei tivesse realizado seu trabalho artístico na Europa, ele teria sido descoberto pelo mundo”, afirmou o governador, destacando o apoio que sempre deu às artes plásticas e artes em geral em seus quatro governos. Da exposição, nasceram catálogos sobre as obras do Frei, que serão lançados em breve. Marconi pediu que eles sejam distribuídos nas escolas públicas da rede estadual de ensino.

O vice-governador ressaltou a importância da exposição: “É uma exposição de grande envergadura, que sensibiliza a todos que gostam de artes. É a preservação do espírito humano, do que há de mais criativo. É a oportunidade de conhecer aquilo que Frei Confaloni pensava, o que ele sentia, o universo que ele vivia. Todos que vieram aqui sentiram isso e tudo ficará guardado por séculos e séculos”, declarou José Eliton.

A secretária de Cultura, Educação e Esporte de Goiás, Raquel Teixeira, destacou o sucesso de público da exposição. “Encerramos, hoje, com a presença do governador Marconi Perillo e do vice José Eliton e de vários artistas uma das exposições mais importantes que Goiás já realizou. Foi um marco. Tivemos, em dois meses, um público de cinco mil pessoas, isso é fabuloso”, afirmou.

Reconhecimento

“Coroamento do grande desenvolvimento das artes plásticas em Goiás. É uma exposição extremamente importante, um agradecimento a tudo o que Confaloni fez pelas artes em Goiás”, declarou o superintendente de Cultura da Seduce, maestro José Eduardo Morais.

O artista plástico PX Silveira, organizador da mostra, lembrou que a exposição só aconteceu graças ao apoio do governo de Goiás. “Marconi foi fundamental para que tudo isso acontecesse, a começar pela construção do prédio”, afirmou P.X.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *