Médico é preso após tentar matar mulher grávida de sete meses

A polícia prendeu em flagrante um homem de 38 anos que tentou matar a companheira grávida de sete meses, na madrugada desta quinta-feira (17), na Rua Santana, bairro Santa Rosália, em Sorocaba (SP). O agressor e a vítima, de 37 anos, são médicos na cidade, segundo informou a Polícia Civil.

Uma denúncia anônima acionou a polícia. Os agentes chegaram ao local e Luis Claudio Pitanca Alcantara recebeu a equipe tranquilamente dizendo que não havia nada de errado. A esposa dele, Karen Lilian Moraes Figueiredo de Mendonça gritou por socorro.

De acordo com o G1, o médico chegou a impedir os policiais de entrarem no imóvel. Os agentes solicitaram o reforço de quatro viaturas.

Karen revelou que estava sendo agredida com socos na cabeça há uma hora e que o suspeito ameaçou matá-la e fazê-la perder o filho para que “saísse da vida dele”. Segundo a publicação, a briga começou quando a médica descobriu diversas ligações do homem para a ex-mulher.

Segundo o boletim de ocorrência, a vítima relatou que o homem tentou sufocá-la e chegou a jogá-la no chão, aplicando-lhe uma chave de braço. A mulher só conseguiu fugir do marido após mordê-lo.

Luis Claudio teria pego uma faca de cozinha e dito que iria matá-la, fazendo com que a mulher saísse correndo. Ele foi encontrado pelos policiais com a faca na mão.

Na delegacia, o médico voltou a ameaçar a mulher, dizendo que “a perseguiria até o inferno se ela o fizesse ser preso”.

Luis Claudio passou por uma audiência de custódia e teve a prisão em flagrante convertida em preventiva.

O caso foi registrado como tentativa de feminicídio, lesão corporal e ameaça.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.