Médico Ronaldo Caiado diz defender a vida, mas vai ao STF para não pagar remédio de alto custo aos goianos

Ronaldo Caiado não quer aceitar a responsabilidade de comprar remédios de alto custo para a população goiana

Que grande vergonha para um governador que é medico e que adora gritar aos quatros cantos do mundo que foi formado para defender a vida, como é o caso do governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM). Caiado se juntou a outros 10 governadores de estado que estão questionando no STF as decisões da justiça que tem obrigado estes estados a fornecer medicamentos de alto custo às pessoas que não podem ficar sem tomar estes remédios. Os governadores estão pressionando o STF para que a decisão da corte tire dos governadores a responsabilidade de cuidar destas pessoas, que ou tomam os medicamentos de alto custo ou morrem. Na verdade os governadores estão dizendo ao STF e ao Governo Federal a frase cruel e desumana: “toma que o filho é teu!”

Tramitam na Corte três ações em que se discute o tema. Uma delas definirá se o Estado tem ou não a responsabilidade de fornecer medicamentos de alto custo fora da lista do Sistema Único de Saúde (SUS).  Outra discute se o Estado deve fornecer medicamentos não registrados na Anvisa. Uma terceira trata da responsabilidade solidária dos entes federados em fornecer tratamento médico adequado a quem necessita. O grande problema é que a lista do SUS é ridícula de tão pequena, irrelevante e desatualizada.

Para o governador de Goiás, Ronaldo Caiado, as decisões que tratarem de medicamentos disponíveis nos Estados podem ser fornecidos, mas em casos de remédios de alto custo caberia ao Ministério da Saúde absorver a demanda.

“Agora, se for medicamentos de alto custo que não tem previsão orçamentaria para nós, essa matéria tem que ser absorvida pelo ministério da saúde. Não tem como ser jogado para o Estado”, afirmou.

“A preocupação é enorme. Em Goiás, no ano passado, foram 2.400 ações. Estou com 130 dias de governo é já são 950 ações. Até chegar ao final do ano vai extrapolar as 3 mil ações. No ano passado isso custou ao estado 32,7 milhões. A previsão nesse ano é de extrapolar os R$ 40 milhões”, disse Caiado.

É Caiado sendo Caiado! Olhando apenas para o próprio umbigo e se lixando para as dores da população necessitada de medicamentos. Parabéns à justiça pela decisões favoráveis ao povo pobre, parabéns ao Ministério Público pelas ações abertas! Parabéns às pessoas que não ficam a mercê de governantes insensíveis como Ronaldo Caiado e este outros 10 governadores de estados do Brasil!




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.