Membro do MST morre eletrocutado dentro de prédio abandonado

Um integrante do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST) foi encontrado morto na noite desse sábado (21) dentro de um prédio abandonado, na região do Centro Político Administrativo de Cuiabá (MT). Paulo César Mota, de 40 anos, teria sido eletrocutado ao mexer em cabos de energia.

O homem é membro do grupo de militantes que está acampado na sede do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra). O imóvel onde Paulo foi localizado era usado pela Procuradoria-Geral do Estado (PGE) e fica ao lado do acampamento do movimento.

De acordo com o MST, os trabalhadores ouviram um barulho e correram para o local. Quando chegaram lá, Paulo já estava sem vida. Os integrantes do grupo chamaram o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). O corpo dele foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML). Não há informações sobre o velório.

De acordo com a concessionária de energia, que esteve no local, a vítima, provavelmente, tinha tentado furtar cabos, que estariam energizados.

O MST alega não ter informações sobre o possível furto, já que Paulo estava sozinho quando houve o incidente.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.