Menino de 5 anos morre com uma bala perdida na festa do Réveillon

Folhapress – O menino Arthur Aparecido Bencid Silva, 5, morreu na madrugada deste segunda-feira (1º) depois de ser atingido por uma bala perdida na cabeça, enquanto brincava com uma prima, no quintal de sua casa, no Jardim Taboão, na região do Campo Limpo, zona sul de São Paulo.

Segundo a Polícia Civil, Arthur morreu durante a queima de fogos do Réveillon. Uma das hipóteses, levantada pela família e que será investigada, é a de que criminosos estariam comemorando a virada do ano com tiros para o alto. Uma das balas pode ter caído sobre a cabeça do menino.

De acordo depoimentos à polícia, os familiares perceberam que o menino caiu no chão, já desacordado, com um sangramento. Eles acreditaram que o menino havia caído e batido com a cabeça no chão.

A família relatou, ainda, que levou Arthur para o hospital Family, em Taboão da Serra, na região metropolitana de São Paulo, porque, durante a virada, o Samu não estava atendendo.

No hospital, o menino foi submetido a uma tomografia no crânio. Só depois disso a família soube que ele havia sido vítima de bala perdida.

De lá, foi levado ao hospital Geral de Pirajussara, ligado ao governo do Estado. Segundo reportagem do “Bom Dia São Paulo”, da TV Globo, não havia ambulância disponível. A assessoria de imprensa do hospital Family informou que a procura começou as 1:11 e terminou as 4:53.

A família disse ao telejornal que decidiu pagar por uma ambulância, mas que o veículo chegou sem médicos. De acordo com o hospital Family, dois médicos da instituição acompanharam a transferência.

A assessoria também afirmou que, por não possuir UTI pediátrica, a transferência foi necessária, processo que “foi prolongado devido ao tempo de busca de vaga na rede SUS”. O hospital disse que prestou todo o atendimento necessário durante todo o período.

A Secretaria Estadual de Saúde informou, por meio de nota, que “não houve solicitação prévia de transferência à regulação estadual no sistema da Central de Regulação de Ofertas e Serviços de Saúde (Cross)”.

O menino acabou sendo internado às 6h20 desta segunda (1º), mais de cinco horas depois do ocorrido. Os familiares ficaram a segunda inteira no hospital. À noite, os médicos anunciaram a morte cerebral.

A assessoria de imprensa do hospital Family afirmou que Arthur foi atendido com rapidez e que, apesar disso, “o paciente já chegou com dano neurológico importante”.

A secretaria de Saúde disse também em sua nota que o “hospital Geral de Pirajussara não nega atendimento a nenhum caso de urgência que procura o serviço. Seu pronto-socorro é referenciado e, majoritariamente, todos os casos urgentes que ingressam no serviço são levados pelo Samu ou Resgate, em caso de socorro ou de encaminhamento a partir de outro serviço de saúde. Nesses casos, cabe ao serviço de origem providenciar transporte adequado para transferir pacientes.”




One thought on “Menino de 5 anos morre com uma bala perdida na festa do Réveillon

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.