Minha filha não consegue dormir, diz delegado que quebrou equipamento de acampamento pró-Lula

O delegado da Polícia Federal Gastão Schefer Neto, 45, que quebrou, na manhã da última sexta-feira (4), o equipamento de som usado por petistas no acampamento em defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em Curitiba, disse que foi até o local porque estava irritado com o barulho.

“Fui lá como pai e cidadão. Minha filha de apenas 45 dias já não consegue dormir com toda essa barulheira”, disse Schefer em entrevista por telefone.

Segundo relato de petistas, que gravaram imagens do delegado, ele invadiu o acampamento e quebrou o equipamento de som no momento em que se preparavam para o grito de “bom dia, Lula”, que repetem todas as manhãs.

Schefer afirmou que empurrou o equipamento enquanto discutia com apoiadores do ex-presidente e que não estava armado.

“Empurrei o equipamento que caiu, mas estava funcionando, mesmo após a queda. Toda a polêmica é porque sou servidor público federal. O Lula está condenado a 12 anos [e um mês por corrupção passiva e lavagem de dinheiro]. Eles vão ficar todo esse tempo no acampamento? Quem vai aguentar? É cheiro de álcool, lixo sem recolher e algazarra o tempo todo e ninguém consegue resolver isso”, afirmou.

Lula cumpre a pena na Superintendência da Polícia Federal de Curitiba desde o dia 7 de abril. O prédio fica no bairro Santa Cândida, onde foi montado acampamento.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.