Pai de sobrevivente de Suzano sai para levar filha ao psicólogo e é assassinado

O segurança Maurício Martins dos Santos, de 38 anos, foi assassinado na última sexta-feira (15) no estacionamento do Shopping Metrô Itaquera. Segundo o G1, ele era pai de uma sobrevivente do massacre na escola Raul Brasil, ocorrido há uma semana em Suzano (SP) e tinha saído mais cedo do trabalho para levar a filha ao psicólogo.

Segundo a polícia, Gustavo Santos da Silva, de 22 anos, Marcos Henrique Nakamura, de 24, e Wesley Lima, de 20, abordaram o segurança quando ele pegava sua moto para ir embora. A vítima chegou a ser levada para um Pronto-Socorro, mas não resistiu.

Em nota, o shopping informou que “transmite sua solidariedade aos familiares do prestador de serviço”, e que “colabora com as autoridades locais”.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.