Palocci mostra na CPI do BNDES que Lula levou R$ 300 milhões de propina

Palocci ainda mostrou que o BNDES liberou R$ 500 bilhões a empresas amigas do PT em troca de propina.

O ex-ministro da Fazenda, Antonio Palocci, disse a deputados que, no governo Lula da Silva (PT), os empréstimos a empresas como JBS e Odebrecht eram cedidos em troca de recursos para petistas em campanhas.

A declaração foi feita em reunião fechada na CPI do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) nesta terça-feira (2).

Palocci reiterou também o relato de que repassou R$ 300 milhões da Odebrecht a Lula, no fim do mandato do ex-presidente. O valor teria sido pago para que o favorecimento da empreiteira continuasse.

Segundo parlamentares presentes na audiência, o ex-ministro disse também que sugeriu a Lula fazer um “mea culpa” pelos erros, e o ex-presidente teria respondido que não, apostando no fim da Operação Lava Jato, informa o jornal O Globo.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.