Polícia Civil apreende celulares que seriam usados por presidiários em Uruaçu

Na tarde desta quarta-feira (09), investigadores da Delegacia de Uruaçu e do Grupo Especial de Repressão a Narcóticos (GENARC) deram cumprimento a mandados de busca e apreensão em bares, conhecidos como pontos de prostituição na cidade. Na ocasião, foram apreendidos uma porção de crack e vinte e dois aparelhos de telefone celular, além de outros objetos suspeitos.

A ação é decorrente de investigações do Genarc, que revelaram a suspeita de que presos do Centro de Internação Social (CIS) de Niquelândia adquiriam os aparelhos em um dos locais vistoriados e faziam uso deles para empreenderem suas ações delituosas.

Com o trabalho de inteligência policial, foi possível descobrir que no local investigado havia um esconderijo, onde há suspeitas de que os celulares eram preparados para ingressar no interior do presídio, possivelmente por meio de visitas de alguns dos presos. Com essa apreensão acredita-se que dezenas de celulares deixaram de ser utilizados, impedindo a ocorrência de novos crimes, principalmente o tráfico de drogas e roubos encomendados por esses detentos.

As investigações continuam e novas ações dessa natureza devem ocorrer.

Fonte: Polícia Civil




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.