Polícia pede exames para saber se bebê morta foi estuprada por padrasto

A morte de um bebê nessa sexta-feira (15) após ser espancada supostamente pelo padrasto na casa onde morava, no bairro Cidade Nova, em Manaus (AM), pode se tornar ainda mais chocante.

É que a Delegacia Especializada em Proteção à Criança ao Adolescente (Depca), solicitou que o corpo da criança passe por exames de conjunção carnal, coito anal e necropsia para auxiliar nas investigações.

A polícia quer saber se além de ter sido vítima de agressão física, ela também pode ter sofrido violência sexual. Informações registradas no boletim de ocorrência mostram que o padrasto se apresentou na delegacia acompanhado de um advogado e foi indiciado por maus-tratos qualificado.

A Depca afirma que o caso segue sob investigação e que no momento, não pode revelar detalhes para não comprometer o trabalho dos policiais.

Fonte: Portal do Holanda




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.