Policial Civil de Goiás é um dos suspeitos de promover ataques contra STF na internet

Um dos alvos dos mandados de busca e apreensão cumpridos pela Polícia Federal (PF) hoje (16) mora em Goiás e é policial civil. Omar Rocha Fagundes é um dos suspeitos de promover ataques contra o Supremo Tribunal Federal (STF) e aos ministros pelas redes sociais. O inquérito que investiga esses ataques é conduzido pelo ministro Alexandre de Morais. Ele apura a publicação de fake news, ameaças e ofensas contra o tribunal. Além de Omar, outras seis pessoas são investigadas. Entre elas, o general da reserva Paulo Chagas, que foi candidato ao governo do Distrito Federal em 2018. Uma das postagens de Omar que são apuradas pela justiça afirma que o STF seria “bolivariano” e que os ministros estariam alinhados com “narcotraficantes e corruptos”.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.