Policial mata cadela a tiro em SC e manda dono ‘cobrar do Estado’

Um policial militar matou uma cadela com um tiro em Santa Catarina e mandou o dono do animal, da raça pitbull, “cobrar do Estado”. O caso aconteceu em Mafra, norte catarinense, na quinta-feira (21).

Segundo o G1, a cachorra tinha 7 anos. O dono do animal, Mario Cesar Silva, registrou um boletim de ocorrência e disse que o agente não prestou socorro.

“Eu estava saindo de casa quando soltei a cachorra no pátio. Ela faz companhia para minha avó, que mora com a gente, e tem síndrome do pânico. Ela tem medo de ladrão, de alguma coisa acontecer, e sentia mais segura com a cachorra”, disse Mario Cesar.

As informações preliminares do inquérito aberto pelo Comando da PM apontam que o policial em questão “perseguia um marginal através do pátio de residências, ocasião na qual teria sido atacado pelo cão”. Foi neste momento que ele teria atirado na pitbull.

Mario ainda disse que o batalhão estava em atendimento de outra ocorrência perto da casa dele. O dono da cadela conta que foi atrás dos policiais e, na sequência, uma viatura acabou parando na frente da casa dele.

“O mesmo policial estava no carro. Peguei a cachorra ensanguentada e perguntei se eles podiam me ajudar, levar a cachorra no veterinário. Não sabia o que fazer. O policial riu da minha cara. Ele disse que não iria colocar a cachorra na viatura e ainda falou: cobra do Estado”, disse o dono da cadela, que se chamava Meg.

“Eles tentaram amenizar, dizendo que por ser dessa raça o policial tentou se defender. Mas a cachorra estava a três metros dele. Não tem que entrar e invadir a minha casa e sair dando tiro”, disse Mario Cesar ao G1.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.