Presos suspeitos de integrar quadrilha de roubo de cargas que agia em GO, TO e DF

Três pessoas foram presas na manhã desta quarta-feira (27) suspeitas de integrar um grupo especializado no roubo de cargas, em Goiás, Tocantins e no Distrito Federal. De acordo com investigação, o grupo, que já agia há dois anos, pode ter causado prejuízo de R$ 100 milhões no comércio de bebidas e eletroeletrônicos. Um quarto suspeito continua foragido.

Um dos presos, localizado em Anápolis, cumpria pena no regime semiaberto e usava tornozeleira eletrônica. As investigações apontam ainda que os crimes eram comandados de dentro do presídio. A operação de combate ao roubo de cargas é conduzida pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) e pela Polícia Civil de Goiás (PCGO), por meio da Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos de Cargas (Decar).

A quadrilha, segundo apontou levantamento da polícia, agia entre as BRs-153, 080 e 060 em Goiás, Tocantins e no DF. O foco do grupo eram cargas de bebidas e produtos eletrônicos. Até o momento, estima-se que os criminosos sejam responsáveis por pelo menos 50 roubos; o prejuízo calculado chega a R$ 100 milhões.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.