Veja como os jornais do mundo repercutem o começo da Copa

Marca (da Espanha), L’Équipe (da França), Olé (da Argentina)… Confira as capas dos principais jornais esportivos do mundo no dia do pontapé inicial da Copa da Rússia.

Nos jornais do país da Copa, não poderia haver outro destaque: o início do Mundial dominou as páginas da imprensa local, como o Metro Russia, de Moscou.

A Copa chegou primeiro na Austrália. Com um fuso horário de 7 horas a mais que o país-sede da Copa, os australianos terão que ver a abertura na madrugada: nada que abale a Austrália, que mesmo sem tradição, segue animada com o início do Mundial, como mostra o The West Australian.

Na França, o jornal L’Équipe destaca o início do Mundial com a manchete ‘dança com os czars’, em referências aos grandes jogadores que estarão em campo na Copa da Rússia. Além disso, apostam numa boa performance de Griezmann para deixar o francês na disputa pela Bola de Ouro.

Na Espanha, o destaque não poderia ser outro: a saída de Lopetegui do comando da Fúria. No jornal Marca, a manchete faz trocadilho com o nome do substituto, Fernando Hierro: ‘Mão de Ferro’. É assim que o novo treinador deve agir após assumir a seleção na véspera do Mundial.

Na capa do Mundo Deportivo, jornal da região da Catalunha, a saída de Lopetegui também foi destaque, mas ao contrário do Marca, os catalães não escondem que culpam o Real Madrid pela confusão no comando da Fúria.

Na Argentina, o Diario Olé deu grande destaque a situação ‘furioso’ da Espanha dias antes da estreia na Copa do Mundo. Sobre o jogo de abertura, o jornal destaca a presença de Nestor Pitana, árbitro argentina que atuará em Rússia x Arábia Saudita.

Os sempre entusiasmados peruanos destacaram o treino do Peru no jornal Líbero, com foco nas performances de Guerrero e Farfán. No cantinho da página, no entanto, lembram que o Mundial começa hoje na Rússia.

Na capa do jornal belga Le Soir, nenhuma menção à seleção considerada por muitos favorita ao título. A imprensa da Bélgica destacou o lado político do Mundial e o poder do presidente da Rússia, Vladimir Putin, no cenário global.

Na Inglaterra, quase todos os jornais destacaram a mesma frase em suas capas: ‘Vocês são os especiais’. O Mirror Sport repercutiu a frase de José Mourinho, citando o espírito do grupo como força para a Inglaterra voltar a conquistar a Copa do Mundo.

Em Portugal, nada de Cristiano Ronaldo. Na capa do jornal Record, o destaque foi a confusão na diretoria do Sporting. No cantinho, lembra que a Copa começa hoje e destaca a viagem da seleção portuguesa para Sochi, onde jogam na sexta.

O jornal i, de Portugal, faz uma brincadeira com as famosas bonecas russas e os jogadores da seleção portuguesa. Além disso, destacam a confusão no comando da Espanha, primeiro adversário português no Mundial.

Já o português A Bola também fala sobre o caso Sporting, mas dá um destaque ainda maior para o jogo de abertura da Copa do Mundo: ’31 dias de futebol ao mais alto nível’.

No Uruguai, a capa do El Observador mostra o que passa na cabeça de muito torcedor: no dia em que a Copa começa, apenas a bola interessa.

Na Alemanha, a capa do Der Tagesspiegel faz uma manchete bem direta: ‘Começa hoje!’. Sob a imagem da taça do Mundial, destacam o jogo de abertura e contagem regressiva da seleção alemã em busca do penta.

Na Colômbia, a capa do Heraldo destaca a empolgação com o início da Copa: ‘Que viva o futebol’, focando nos principais jogadores que devem brilhar os campos da Rússia.

Na Itália, um pouco de amargura. A capa do Corriere dello Sport, principal publicação esportiva do país, a manchete ‘quietinhos’ lembra que, pela primeira vez em 60 anos, os italianos não torcerão e serão meros espectadores da Copa do Mundo.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.