Vereador mata prefeito por causa de porteira

O prefeito de Naque, cidade do interior de Minas Gerais, Hélio Pinto de Carvalho (PSDB), de 55 anos, foi morto a tiros pelo vereador Marcos Alves de Lima (PSDC) durante uma discussão causada pela instalação de uma porteira em um loteamento. O crime ocorreu na manhã deste sábado (13). O parlamentar suspeito fugiu, mas foi preso momentos depois em um cerco policial.

Segundo testemunhas, o prefeito Hélio Pinto de Carvalho (PSDB), de 55 anos, conhecido como “Hélio da Fazendinha”,  e o vereador e comerciante Marcos Alves de Lima (PSDC), o “Marquinho do Depósito”, já teriam antigas desavenças. Na manhã de hoje, eles se encontraram em um loteamento próximo a uma área da prefeitura, no qual Marquinho do Depósito havia comprado.

A discussão entre Hélio da Fazendinha e Marquinhos começou quando o vereador estava implantando uma porteira no loteamento adquirido, no qual servidores municipais teriam jogado entulho. Durante a briga, ainda conforme testemunhas, o prefeito teria atingido o vereador com um chicote e ele revidado com ao menos quatro tiros.

Após balear o prefeito, o vereador fugiu uma caminhonete Ford Ranger. Ele foi preso momentos depois em um cerco policial, quando tentava fugir em uma estrada vicinal em direção a Governador Valadares. Em primeiro depoimento, ele relatou à polícia que teria atirado por legítima defesa.

Hélio Pinto de Carvalho chegou a ser socorrido e levado para o Hospital Márcio Cunha em Ipatinga, mas não resistiu aos ferimentos. De acordo com boletim da unidade de saúde, o prefeito foi atingido no tórax e nas pernas. Ele morreu por volta das 9h50.

O corpo do prefeito “Hélio da Fazendinha” será velado na Câmara Municipal de Naque a partir das 21h deste sábado. O enterro, ainda sem horário definido, ocorrerá no domingo (14), no Cemitério Memorial Parque, em Governador Valadares.

Fonte: Dia Online



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.